Inadimplência na pandemia

Lá no início da pandemia, o cenário que se desenhava na gestão de ativos imobiliários era preocupante: a desaceleração da economia e os impactos na renda da população poderiam aumentar os níveis de inadimplência.

Mas o que se viu foi uma situação absolutamente inversa. Ao longo de 15 meses, no período entre 1º de abril de 2020 e 30 de junho de 2021, a inadimplência em condomínios sob a gestão da INNOVA HOUSING ficou entre 1% e 3,5%, com média de 1,4%. Esse resultado está alinhado à estratégia de Austeridade Financeira e Planejamento Orçamentário colocada em prática pela INNOVA HOUSING, alinhada às premissas de Gestão do Corpo Diretivo. E indica uma preocupação dos condôminos em honrar seus compromissos e garantir a continuidade da operação e dos serviços no seu condomínio.